O Natal está chegando e com ele também vem a tradicional maratona de compras de presentes para os familiares e amigos. Não é a toa que o Natal é a principal data para o comércio (como curiosidade, o Dia das Mães e o Dia dos Namorados estão em segundo e terceiro lugar, respectivamente).

E você, costuma gastar muito nas compras de Natal? Se sua reposta foi sim, aqui vão algumas dicas para “amenizar” um pouco a dor no bolso!

Não deixe para a última hora:

Sim, sabemos que todo ano é a mesma coisa e acabamos fazendo as compras na última hora. Mude esta situação! Antecipe as compras e você verá as grandes vantagens deste pequeno esforço: lojas mais vazia, maior variedade e disponibilidade de produtos (por exemplo, roupas de vários tamanhos e cores) e preços geralmente menores. Você não só conseguirá economizar, como gastará menos tempo e esforço!

Deixe para depois, se possível:

É claro que presente de Natal deve ser entregue, de preferência, no Natal, e não depois dele. Mas pode haver algumas exceções. Por exemplo, se o presente for para você mesmo (quem nunca “se deu” um bom presente de Natal, que atire a primeira pedra!), é totalmente possível deixar para fazer esta compra somente no início do ano que vem, quando as liquidações começarem! E será um presente duplo, para você e para seu bolso.

Isto também pode ser feito com alguns tipo de comidas e alimentos típicos destas época do ano, como panetones, perus, “tenders” e outros: o preço destes produtos cai significativamente após as festas de final de ano.

Faça um Orçamento:

Já escrevemos aqui sobre a importância do orçamento familiar. O mesmo raciocínio se aplica a um orçamento mais específico, como para as compras de Natal. Faça uma lista do que você irá comprar e defina um valor máximo para cada item. Aí é só somar e ver se o valor total está dentro de suas possibilidades financeiras! Tente analisar o valor total, sem recorrer a empréstimos, cheque especial ou parcelamento no cartão. Só assim você conseguirá analisar o real impacto deste gasto em suas contas.

Se você já é uma pessoa mais organizada financeiramente, muito provavelmente você já tem um valor definido no seu orçamento familiar para gastar com as compras de Natal. Se isso for uma verdade para você, ainda assim é interessante fazer a sua lista de compras para analisar no detalhe se você está dentro do orçamento.

Pesquise:

Como dissemos, o Natal é a data quando os comerciantes mais vendem, e sempre há aqueles que querem tirar uma vantagem extra através do aumento dos preços dos produtos. Por isso é essencial pesquisar preços em vários lugares antes de fechar negócio. A internet está aí para ajudar, faça uso dela também!

Última dica: lembre-se que logo após o Natal virá o Ano Novo e com ele chegam todas aquelas contas e impostos que não são nada baratos (IPTU, IPVA,  férias das crianças, etc.). Por isso, não deixe de fazer um bom planejamento e controle financeiro neste final de ano e reserve um valor já para estas despesas!

Fonte: Minhas Economias