A última reunião do ano, realizada pelo Conselho Deliberativo, aconteceu na manhã desta quarta-feira (5), na sede do Instituto. Aberta pelo presidente Evandro Nascimento, a reunião tratou de importantes assuntos, tais como: o processo referente à eleição que definirá os novos membros dos Conselhos Deliberativo e Fiscal;  a proposta das Políticas de Prevenção, Detecção e Combate à Fraude e de Combate à Corrupção; e a definição da Política de Investimentos para 2019/2023.

O regimento eleitoral, apresentado pelo diretor-presidente Edjair Alves, foi aprovado, sendo o próximo passo a definição do Cronograma Eleitoral com todos os passos da eleição. O cronograma será divulgado no portal na próxima semana. Vale relembrar que já estão abertas, até o dia 19 de dezembro, as inscrições para o curso SEBRAE PREVIDÊNCIA: formação básica para conselheiros. Mais informações sobre o curso estão disponíveis no portal da Universidade Corporativa.

Com o objetivo de manter o Instituto alinhado às melhores práticas de governança, para maior segurança aos seus participantes e patrocinadores e, em conformidade com o Programa de Integridade, as Políticas de Prevenção, Detecção e Combate à Fraude e de Combate à Corrupção foram aprovadas.

Foi realizado o Painel de Investimentos para discutir os cenários econômicos e as perspectivas para o próximo ano.  O debate foi  moderado pelo Coordenador da Comissão de Investimentos, Conselheiro André Dantas, com participação  do diretor de Investimentos da Fundação COPEL,  José Carlos Lakoski, da gerente de investimentos da FUNPRESP-EX, Luciana Rodrigues, do consultor da ADITUS, Nathan Batista, e do diretor de Administração e Investimentos do SEBRAE PREVIDÊNCIA, Victor Hohl.  O diretor do Instituto avalia que os cenários mudam constantemente, e no ano de 2019 não será diferente.  “Devemos estar atentos para adaptar as estratégias dentro dos limites estabelecidos pela legislação, Política de Investimento e modelo de risco, visando otimizar os retornos mas sempre garantindo a criação de riqueza no longo prazo”, disse Hohl.

Após amplo debate, a Política de Investimentos foi aprovada pelos conselheiros, sendo definidos os seguintes benchmarks para os perfis do Plano SEBRAEPREV: Conservador – 102% CDI, Moderado 110% CDI e Arrojado 120% CDI. De acordo com o presidente Evandro, a busca do Instituto é pelo máximo de rentabilidade e segurança.

Outro assunto discutido durante a reunião foi a implementação do Plano Família, já aguardada para o mês de fevereiro de 2019. O sistema corporativo e estratégias de comercialização já estão em andamento. O regulamento, que está na PREVIC, tem previsão para ser autorizado já na próxima semana.

A reunião foi encerrada com a prévia do Estudo de Sustentabilidade da Dimensão Institucional. Segundo o diretor da Rodarte, José Roberto Ferreira, o estudo tem como etapas, dentre outras,  simulações das estimativas de negócios para os próximos 5 anos, potencial de resultados do Plano Família, implementação de dois novos planos setoriais ou instituídos, definição de indicadores de competitividade e levantamento dos investimentos necessários à completa adaptação do Instituto à condição de  administrador de novos planos de benefícios.