A 1ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo aconteceu na manhã da quarta-feira (29), na sede da Entidade. O encontro, aberto pelo presidente Evandro Nascimento, teve como pauta principal para deliberação a Prestação de Contas do SEBRAE PREVIDÊNCIA, referente ao exercício 2016, a qual foi aprovada, sem restrições, após análises das Demonstrações Contábeis, das Notas Explicativas, do Parecer dos Auditores Independentes, do Parecer Atuarial e do Parecer do Conselho Fiscal.

Foram aprovados, também, o Plano de Custeio (*), que manteve atual taxa de risco, a revisão das Normas de Empréstimos Pré e Pós-fixados e a Política do Plano de Continuidade de Negócios – PCN. Vale lembrar que o PCN identifica eventos potenciais que ameaçam uma organização e os impactos em suas operações de negócios.

Com a aprovação das alterações das Normas de Empréstimos será possível ter mais de um contrato por participante, desde que o seu saldo devedor não seja superior a 70% da sua reserva, e que tenha margem consignável; a taxa de juros da modalidade pré-fixada foi reduzida de 2% para 1,5%; para a modalidade pós, foi reduzido de IPCA + 1,5% para IPCA + 1,2%. A modalidade especial foi cancelada definitivamente. É importante esclarecer que os contratos vigentes da modalidade especial permanecem inalterados e que a vigência das alterações ocorrerá após adequação dos sistemas operacionais, quando o SEBRAE PREVIDÊNCIA comunicará aos participantes.

As ações e números de 2016 foram destacados pelo diretor-presidente Edjair Alves. Dentre muitos resultados, a rentabilidade bruta de cada perfil, sendo: o Conservador (14,29%), o perfil Moderado (13,41%) e o Arrojado (11,41%). “Esses resultados demonstram a consistência da nossa Política de Investimentos, a qual tem sido permanentemente monitorada pela Diretoria e acompanhada pela Comissão de Investimentos, que submetem a este Conselho quando da necessidade de ajustes”, afirmou o Presidente Evandro.

Outros destaques do ano foram a implantação do Relatório Gerencial dos Patrocinadores, a modernização dos processos, atualização do app SEBRAEPREV e da área restrita no Portal – que ganharam novas funcionalidades – e na implementação da Unidade de Resposta Audível (URA), além da consolidação da Ouvidoria e das ações de comunicação que garantiram maior conhecimento e compreensão de serviços como o Meu Retrato e o Simulador de Benefício.

Sobre a Pesquisa de Satisfação, realizada no último trimestre de 2016, os resultados foram apresentados pela empresa Gestner. O Relatório será divulgado a todos os participantes de forma mais ampla e detalhada, porém vale destacar alguns pontos. Sobre as questões “De maneira geral estou satisfeito com o SEBRAE PREVIDÊNCIA” e “ Eu recomendaria o Plano SEBRAEPREV a um novo empregado do SEBRAE”, tiveram 100% de nível concordância. Um outro aspecto importante foi o avanço em todos os itens pesquisados, em relação à Pesquisa de Satisfação 2014.

* O custeio de um plano de previdência complementar se apoia em duas principais fontes: a primeira é formada pelas contribuições dos participantes e patrocinadoras; e a segunda fonte, formada pelos rendimentos das aplicações financeiras. A combinação dessas fontes proverá os recursos para o pagamento dos benefícios futuros.

cons del2017 Conselho Deliberativo aprova prestação de contas da Entidade