Mais um ano está chegando ao final e com ele é possível demonstrar o intenso trabalho realizado pelo Conselho Deliberativo, juntamente com a Diretoria Executiva. Durante 2015, todas as decisões foram tomadas com o propósito de buscar a melhor rentabilidade dos investimentos, primando pela segurança que possibilita maior tranquilidade aos Participantes.

Foi nesse clima de muito trabalho e análises que aconteceu na tarde desta terça-feira (8) a 4ª Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo. A pauta do dia foi intensa e discutiu o orçamento SEBRAEPREV e o PGA (Programa de Gestão Administrativa), incluindo os Projetos Estratégicos, além da Política de Investimentos 2016-2020. Considerando a renegociação de todos os contratos da Instituição, com significativa redução dos custos, foi possível aprovar um orçamento com aumento de apenas 3,83%, já considerando a correção monetária das obrigações da Entidade, da ordem de 10,5%, ou seja, inferior a proposta orçamentária do exercício 2015.

De acordo com o presidente Evandro Nascimento, o atual momento econômico requer um esforço redobrado no aprofundamento das questões relacionadas à Política de Investimentos.

O diretor-presidente Edjair Alves falou sobre a criação do Canal de Ouvidoria no Portal, destacando que não vai gerar custos ao Instituto devido ao formato que será utilizado, inicialmente. A campanha de adesão ao Plano SEBRAEPREV, realizada na Patrocinadora Sebrae/SP, foi bem lembrada pelo diretor que ressaltou as 70 novas adesões.

A Política de Investimentos foi aprovada pelo Conselho. A diretoria executiva, juntamente com a Comissão de Investimentos, intensificará as ações de monitoramento dos investimentos junto a cada um dos Gestores de Investimentos.

Foi aprovada, também, a atualização do Manual de Governança já considerando o novo Planejamento Estratégico 2015-2018, as alterações do Estatuto e dos Regimentos Internos.

Redução: Taxa de Carregamento

O Conselho aprovou a redução da Taxa de Carregamento de 2% para 1.8%. A taxa incide mensalmente sobre as contribuições Básicas para cobrir as despesas administrativas. A nova taxa entrará em vigor em 2016.

A taxa adotada pelo SEBRAE PREVIDÊNCIA é 54% inferior à média da Previdência Fechada. Em relação às Entidades de Previdência Aberta, 28% inferior. Até 2009, por exemplo, a Taxa de Carregamento adotada no Plano SEBRAEPREV era de 10%.