A  4ª Reunião Extraordinária do Conselho Fiscal aconteceu na última semana  de agosto (27), em Brasília. A reunião foi conduzida pela presidente Tereza Krauz, que na ocasião recebeu o representante da Gama Consultores Associados. O encontro teve como objetivo apresentar e detalhar os trabalhos realizados pela consultoria, referentes aos testes de aderência das hipóteses atuariais e avaliação atuarial.

Cabe aos órgãos estatutários, no âmbito de suas competências, zelar pela adequação e aderência da política de investimento, das premissas e das hipóteses atuariais dos planos de benefícios, especialmente diante de fatores supervenientes.

Segundo dados encaminhados pelo SEBRAE PREVIDÊNCIA, a experiência do Plano não descartou a manutenção da hipótese vigente. A tábua de mortalidade* atual foi a que se mostrou mais aderente à massa vinculada ao Plano SEBRAEPREV.

Os estudos técnicos de adequação das premissas atuariais devem ser aprovados pela Diretoria Executiva e pelo Conselho Deliberativo, acompanhados de parecer emitido pelo Conselho Fiscal.

O próximo Relatório da Avaliação Atuarial apresentará os resultados da avaliação, dados e informações necessárias para os devidos acompanhamentos atuariais do Plano, além de análises e verificações da situação econômica e atuarial do Plano.

*Tábua de Mortalidade é uma tabela utilizada no cálculo atuarial, para planos de previdência e seguros de vida, tanto no setor público, quanto no setor privado. São utilizadas para calcular as probabilidades de vida e morte de uma população, em função da idade.

IMG 5992 Conselho Fiscal realiza mais uma reunião extraordinária