Muitas pessoas acreditam que economizar e poupar sejam a mesma coisa, essencialmente, porém, são ações distintas. Entender a diferença entre esses conceitos é essencial para a eficiente administração dos recursos disponíveis, seja na empresa ou, até mesmo, no dia a dia.

Poupar é acumular recursos com um objetivo específico, como trocar de carro, fazer uma viagem, ampliar as instalações ou, no caso de micro empresas e empresas de pequeno porte, programar os pagamentos de férias e 13º salário dos funcionários. Os recursos poupados podem vir de diversas fontes, como venda de um imóvel, alugueis ou um grande contrato assinado, economia realizada no período, entre outras.

Economizar é diminuir o consumo, cortar custos ou reduzir despesas; no dia a dia é o que ocorre ao comprar lotes maiores visando melhores preços, trocar lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou reestruturar a organização. Quando se faz economia, são disponibilizados recursos que serão utilizados de outra forma, que não necessariamente fazer uma poupança.

Entender essa diferença é essencial para quebrar aquela ideia de que é preciso economizar para iniciar uma poupança, o ideal seria separar os recursos a serem poupados no momento de seu recebimento, porém o fluxo de caixa das empresas nem sempre permite essa imobilização de imediato.

Fonte: Administradores